Uma bruxa varredeira
Foi varrer certo castelo…
Encontrou um camundongo
Bem redondo, que chorava.

- Dona Bruxa, eu já fui rei,
Mas beijei minha rainha
E camundongo eu virei…
E a rainha, coitada,
Parece enfeitiçada,
Virou gorducha ratinha!

- Faça assim, meu camundongo,
Pra desfazer o barato
De ser realeza rato:
Sapeca um beijo longo
Na ponta do meu nariz.

Camundongo, encabulado,
Deu um beijo prolongado
Na bruxa, tão nariguda,
Bem na ponta da verruga.

A bruxa virou rainha,
Camundongo virou rei,
Ratinha virou vassoura…



Sylvia Orthof

Poetry for the little ones of your life…